Governador cristão é julgado por blasfêmia

| 12/01/2017 - 00:00


12-indonesia-manifestacao-contra-ahok

O governador cristão indonésio, Basuki Tjahaja Purnama, mais conhecido como ""Ahok"", lutou contra as lágrimas durante o primeiro dia de seu julgamento de blasfêmia, em 13 de dezembro. Alguns líderes muçulmanos acusaram-no de insultar o islã citando o alcorão. Ele pediu desculpas e reconheceu que fez alguns comentários dirigidos a políticos, mas que suas palavras não eram críticas aos versos do livro sagrado dos muçulmanos.

O julgamento foi transmitido ao vivo pelas emissoras de TV indonésias. O governador alegou sua inocência dizendo ao tribunal: “Eu nunca tive a intenção de insultar os muçulmanos ou seus líderes. Sendo assim, suplico aos juízes que considerem o meu argumento”. Ele também explicou que citou justamente o verso do alcorão que proíbe o uso das escrituras islâmicas para benefícios políticos.

Mas uma versão “editada” desse discurso se tornou viral e provocou a indignação da comunidade muçulmana. Ele passou a ser investigado e, desde então, aumentou o número de ataques dirigidos aos cristãos por grupos extremistas. O clima continua tenso. Analistas estão preocupados com a hostilidade dos muçulmanos moderados em relação a Ahok. Lembre-se dele em suas orações.

Leia também
Ore pelo governador cristão Ahok
Governador cristão será julgado por blasfêmia


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE