Governo argelino investe contra a militância islâmica

| 24/05/2016 - 00:00


24-algeria-0060100102.jpg

Uma das maiores mesquitas do mundo está em construção na Argélia. A Djamaa El Djazair, com seu mirante de 263 metros de altura, será a terceira maior mundialmente, sendo também o edifício mais alto da África. Sua cúpula terá uma plataforma em movimento constante para manutenção e limpeza em todos os seus ângulos. O espaço vai contar com uma biblioteca com capacidade para 1 milhão de livros e haverá um museu de história e arte islâmica, além de uma escola corânica para 300 alunos dentro de seu complexo. O projeto e sua execução estão sendo realizados por empreiteiros chineses e terá um espaço útil para cerca de 120 mil fiéis. O investimento foi estimado em 1,2 milhões de euros. O governo pretende utilizar a mesquita para coroar o legado do presidente Abdelaziz Bouteflika, de 79 anos de idade.

""Mas o que poderia se esconder dentro de um projeto tão audacioso? Sabemos que o governo argelino está muito determinado a derrotar a militância islâmica que já opera em diversas regiões do país. A imensa mesquita parece ser uma tentativa de apaziguar o segmento religioso conservador nacional. Se o plano do governo for bem-sucedido, o empreendimento poderá se tornar um influente centro de aprendizado islâmico e também formador de opiniões, na tentativa de combater o ensino islâmico radical"", comenta um dos analistas de perseguição.

Atualmente, existe uma grande preocupação dos líderes cristãos em relação a esses acontecimentos. ""O presidente não está bem de saúde e quando ele morrer não se sabe quem será o sucessor e isso pode criar uma abertura para os grupos militantes islâmicos para desestabilizar o país, já que a estratégia deles é sempre a mesma, se aproveitam da insegurança e instabilidade para entrar em ação. A Argélia é o 37º país na atual Classificação da Perseguição Religiosa onde os cristãos não possuem liberdade para realizar cultos a Deus em público e as reuniões de oração costumam ser secretas. Interceda por eles em suas orações.

Leia também
Governo argelino não suporta críticas ao islã
Cristãos argelinos vivem um momento delicado
Homem desiste de suicídio e se converte a Jesus


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE