Há 20 anos, igrejas foram proibidas na Eritreia

Além das três denominações aprovadas pelo governo, nenhuma outra igreja tem permissão para funcionar no país

| 24/05/2022 - 08:00

Igreja Ortodoxa Eritreia é uma das únicas igrejas com permissão para funcionar na Eritreia

Igreja Ortodoxa Eritreia é uma das únicas igrejas com permissão para funcionar na Eritreia


Nesta data, 24 de maio, dia da independência da Eritreia, completa 20 anos desde que o governo proibiu todas as igrejas. Aquelas que não obedeceram à lei de 1997 para pedido de registro foram fechadas, exceto a Ortodoxa Eritreia, Católica e Evangélica Luterana. Já que completam-se 20 anos desde esse triste dia no país, pedimos aos cristãos brasileiros que orem pela Eritreia. O país ocupa a 6ª colocação na Lista Mundial da Perseguição 2022. Abaixo estão seis motivos para você interceder por essa nação africana.

  1. A Eritreia foi colonizada pelos italianos em 1885 e colocada sob administração militar britânica após os italianos se renderem na 2ª Guerra Mundial. Em 1952, uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) unificou a Eritreia com a Etiópia, apesar do pedido dos eritreus por independência. Dez anos depois da Etiópia ter anexado a Eritreia, teve início uma luta por independência, que a Eritreia ganhou em 1991. Em abril de 1993, os eritreus votaram em massa pela independência em um referendo. A Eritreia celebrou sua independência em 24 de maio de 1993. Foi uma longa jornada por liberdade. Mas a jornada ainda não encerrou. Agora, 29 anos depois, a democracia plena ainda não se materializou. Milhares de homens e mulheres sacrificaram suas vidas pela independência da Eritreia. Ore para que os líderes da Eritreia se lembrem que são responsáveis perante Deus e sejam inspirados a liderar seu povo de forma responsável e justa. Ore pelos cristãos eritreus e líderes de igrejas enquanto passam por dificuldades.

  2. A Eritreia, um pequeno país no Chifre da África, é jovem e conhecida por sua beleza natural, herança cultural e resiliência do povo. Eles lutaram pela independência contra todas as probabilidades e as superaram. Em 2023, o país completa 30 anos de independência. Entretanto, isso resultou em alguns desafios importantes, incluindo intensa perseguição aos cristãos. Ore pelos cristãos eritreus para que o amor que têm uns pelos outros aumente e que a fé cresça cada vez mais e esteja firme em todas as perseguições e tribulações.

  3. O governo enfrentou grandes desafios após a independência. Não havia Constituição, sistema judicial e instituições do governo. O sistema educacional precisou ser construído do zero. Em 1993, o governo provisório declarou um período de transição de quatro anos em que seria elaborada a Constituição, uma lei quanto a partidos políticos e imprensa, e conduzidas eleições para um governo constitucional. Uma comissão foi escolhida e por três anos consultou e elaborou a Constituição. O resultado desse trabalho foi aprovado em 1997. Infelizmente, 25 anos após ser aprovada, a Constituição ainda precisa ser implementada. Agradeça ao Senhor pelo trabalho de amor daqueles que escreveram a Constituição e pela liberdade que ela prevê para as pessoas. Peça a Deus para que a Constituição e a verdadeira democracia sejam implementadas.

  4. Durante as colonizações italiana e britânica, as igrejas na Eritreia desfrutaram de liberdade religiosa. O imperador Haile Selassie (1952-1974) queria apresentar a Etiópia para o mundo todo como uma nação cristã. Quando ele foi destronado pelo regime Derge, em 1974, o novo governo fechou as igrejas pentecostais e protestantes. Até a independência da Eritreia, em 1991, todos os grupos religiosos além da Igreja Copta, Evangélica Luterana, Católica e islâmicos se tornaram secretos e enfrentaram prisão e perseguição por parte do governo marxista. Após a independência, as igrejas secretas foram restauradas à liberdade estabelecida anteriormente de forma a continuar suas atividades religiosas. Louve a Deus pela presença da igreja na Eritreia e que ela seja sal e luz para a sociedade. Clame ao Senhor para que justiça e retidão invadam o país.

  5. Em 1997, o governo ordenou que todos os grupos religiosos, além das igrejas Ortodoxa Eritreia, Católica e Evangélica Luterana e islâmicos, se registrassem. As igrejas Presbiteriana, Metodista e Adventista do Sétimo Dia são exemplos de grupos que pediram o registro, mas até hoje não receberam resposta. Consultados para saber por que isso não ocorreu, oficiais dizem que o governo está em guerra com a Etiópia e não vê o processo de registro como prioridade. Agradeça ao pai pela fé preciosa dos cristãos eritreus e amor por Jesus Cristo. Interceda para que conforme a fé deles for testada, que ela esteja firme e que Deus receba glória como resultado.

  6. Desde o anúncio do fechamento das igrejas em 2002, autoridades começaram a ter como alvo igrejas domésticas e continuam prendendo cristãos. Muitos deles foram torturados por continuar com os cultos. Como resultado do severo tratamento nas prisões e recusa no tratamento a prisioneiros religiosos, diversos homens e mulheres morreram na prisão. O governo continua forçando cristãos na prisão a abandonarem a fé por meio de tortura física e psicológica. A perseguição afeta as igrejas não registradas, mas não é limitada a esses grupos. Até mesmo igrejas sancionadas e em conformidade enfrentam restrições e interferências. Louve ao Senhor porque a igreja na Eritreia tem provado não ter vergonha de Cristo. Ore para que por meio do testemunho dela, muitos sejam levados ao arrependimento e à fé.

 
Ajude cristãos eritreus a sobreviver e crescer

A Portas Abertas apoia cristãos na Eritreia por meio da igreja local desde os anos 1990 nas seguintes áreas: treinamento bíblico, discipulado, ajuda prática e apoio espiritual. Com sua ajuda, nossos irmãos e irmãs podem não apenas sobreviver, mas florescer em um ambiente de extrema pressão. Ao fazer uma doação, você leva alimento, remédios e outras necessidades essenciais para um cristão eritreu vítima de perseguição violenta.



Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE