Nika Pradano - Conheço meu Senhor e não vou mudar minha fé

| 15/08/2009 - 00:00


O mês de agosto de 2009 marca um ano da violência contra os cristãos em Orissa. Depois dos ataques, colaboradores da Portas Abertas visitaram algumas pessoas e ouviram seus relatos sobre a violência. Abaixo, segue um testemunho de um desses nossos irmãos que sofreram por causa de sua fé. Confira também, em breve, a nossa nova página especial sobre a Índia um ano após os ataques.

Mesmo depois de ser agredido por fundamentalistas, Nika Pradano está determinado a não abrir mão de sua fé. Ele também enfrenta o desafio de permanecer forte em tempos de perseguição.

Sou Nika Pradano, de Baliguda Mandal, distrito de Kandhamal, Orissa. A morte do swami Laxmanananda, em agosto de 2008, foi usada pelo grupo Rashtriya Swayamsevak Sangh e outras organizações fundamentalistas para atacar os cristãos.

Um dia, por volta das 19 horas, alguns homens foram à minha casa. Destruíram tudo o que encontraram pela frente e nos agrediram. Por volta das 20h30, alguns jovens de nossa vila vieram me socorrer e me levaram ao hospital.

Na manhã seguinte, extremistas atacaram aqueles jovens que me ajudaram. Eles foram forçados a se curvar e adorar deuses hindus e a comer alimento oferecido aos deuses. Os agressores também rasparam a cabeça dos jovens e colocaram um sinal na testa deles, indicando que haviam se tornado hindus.

Saí mais cedo do hospital, não estava me sentindo bem lá. Depois disso, seis extremistas foram me procurar. Cerca de 20 pessoas foram à minha casa, com varas e pedaços de pau. Eles queriam me converter ao hinduísmo à força. Rasparam minha cabeça. Eu lhes disse: "Conheço meu Senhor, Ele me salvou e eu não vou mudar minha fé”.

Quando me mandaram tomar urina de vaca e comer suas fezes, todos fugiram, ninguém ficou para me socorrer. Os extremistas começaram a me agredir com brutalidade, e me disseram para sair da vila.

Levaram tudo o que tínhamos, até nossos animais. Ficamos desprotegidos, sem ajuda de ninguém. Temos necessidade de coisas básicas, como comida, roupa, abrigo. Vivemos em constante medo, com a forte determinação de não abandonarmos nossa fé.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE