Hamid Pourmand - Em tempos difíceis, lembre-se da ressurreição

| 08/09/2009 - 00:00


Hamid Pourmand ficou 22 meses presos, correndo risco de ser condenado à morte. Ele foi libertado em julho de 2006.

Foi uma época de extrema tensão para a família. Por meses, não tiveram notícia do paradeiro de Hamid. A família perder a casa, o sustento e todos os seus bens. Ainda não é fácil lidar com tudo isso.

Há pouco tempo, a Portas Abertas conseguiu entrar em contato com a família e saber como eles estão.

Os dois filhos de Hamid e sua esposa, Arlett, vão bem. Emmanuel vive no exterior e cursa ciências da computação. Ele espera retornar ao Irã algum dia. David mora com seus pais E está indo bem na escola.

Atualmente, Hamid trabalha meio-período como contador. Seus movimentos continuam a ser observados; ele não pode ir à igreja e nem receber visitas. Hamid tampouco pode sair da cidade ou do país, uma vez que ele não tem passaporte.

Ele é constantemente vigiado e sempre há algum tipo de pressão.

Espiritualmente as coisas estão diferentes para Hamid e Arlett como casal. Tudo o que se passou na vida deles serviu para aproximá-los ainda mais.

O casal preocupa-se especialmente com as finanças da casa, mas tem aprendido a confiar cada vez mais em Deus e depender dele.

Geralmente eles comparam sua atual situação como uma morte. Antes a vida era bem agitada, mas agora todas as atividades que tinham estão como que enterradas.

Mas, em momentos como esse, Deus os relembra da ressurreição. Sim, houve uma morte, mas há a ressurreição, e agora eles veem muitas coisas do cotidiano voltarem à vida. Entretanto, há dias ruins.

Hamid sofreu torturas enquanto esteve na prisão, ninguém sabe o que lhe fizeram lá. Ele não fala desse assunto com ninguém, nem mesmo com sua esposa. Ela sabe que ele precisa se abrir para ser curado.

Às vezes, conta ela, é difícil vê-lo sofrer em silêncio, sabendo que ele está ferido por dentro. Ambos se sentem melhor agora, em comparação com anos anteriores, mas não ter liberdade ainda é um problema. Ambos precisam ser muito cuidadosos, pois Hamid pode ser preso a qualquer momento. Isso pesa sobre o casal.

Apesar disso, ambos se sentem encorajados pela oração. Saber que pessoas em todo o mundo continuam orando por eles ajuda-os a prosseguir. O casal ainda luta para se adaptar a todas as perdas que tiveram, mas Deus tem lhes mostrado sua fidelidade.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE