Família Ayyad - Tristes anos sem o pai

| 24/09/2009 - 00:00


Dois anos depois da morte de Rami Ayyad, sua família ainda tem dificuldades para superar essa triste perda.

Rami foi brutalmente assassinado por pessoas que não queriam que ele compartilhasse abertamente sobre sua fé em Jesus (saiba mais).

Pauline Ayyad vive com seus três filhos, George, 4 anos, Wissam, 3 anos, e Sama, 1 ano. A família teve de sair da cidade de Gaza, por causa da violência. No entanto, os parentes de Pauline ainda vivem lá, e ela não pode ir vê-los.

Desde a morte de Ramy, Pauline é confortada com a perspectiva de que ele está no céu, e que eles se verão novamente um dia. Mas ainda é difícil lidar com a situação, especialmente para George.

Ele é quem mais sente a falta do pai, ao ver seus amigos brincando com seus pais. É duro entender o porquê seu pai não está mais com ele.

Uma vez, George perguntou à mãe quando os pais dos outros irão para Jesus. Aos olhos dele, não faz sentido o pai dele partir para estar com Jesus enquanto outras crianças têm seus pais com elas.

Quando Rami morreu, Wissam era muito jovem e Sama, uma menina adorável, nem havia nascido.

Além de cuidar das crianças, Pauline trabalha para ganhar o sustento da família. Ela agradece nossa oração e toda a atenção que tem recebido. Embora tenha sofrido uma perda pessoa, ela crê que Deus tem cuidado dela e de seus filhos. Ele é seu conforto.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE