Igreja pega fogo durante protesto na Colômbia

Durante confronto com forças públicas, manifestantes atiraram coquetéis molotov em templo cristão

| 03/07/2021 - 06:00

Manifestantes jogaram coquetéis molotov em igreja na cidade de Neiva, capital de Huila, na Colômbia

Manifestantes jogaram coquetéis molotov em igreja na cidade de Neiva, capital de Huila, na Colômbia


Em abril, uma greve começou na Colômbia e só teve fim no dia 15 de junho. No entanto, vários grupos se declararam contra a medida pelo fim da greve. Eles continuaram com as manifestações, causando tumultos e vandalismo que, na maioria das vezes, terminaram em violência. Como forma de protesto, muitas igrejas foram atacadas.

Neiva, capital de Huila, é uma das cidades que ainda experimenta violência devido à greve. Em 23 de junho, dia em que novamente ocorreram protestos, manifestantes entraram em confronto com a força pública do país. Além disso, em meio à manifestação violenta, intencionalmente jogaram coquetéis molotov no templo da Igreja Cristã Filadélfia.

Graças à ação oportuna dos bombeiros, o fogo foi controlado de forma efetiva. Embora o ocorrido não tenha prejudicado ninguém, houve perda material e danos à estrutura do templo.

Perseguição aos cristãos colombianos

A Colômbia ocupa a 30º posição na Lista Mundial da Perseguição 2021. No país da América Latina, seguidores de Jesus são ameaçados, assediados, extorquidos e até assassinados como resultado da violência cometida por guerrilheiros e outros grupos criminosos, especialmente nas áreas mais remotas do país.

Além de orar pelo cristãos colombianos, você pode ajudar de forma prática doando para o projeto da Portas Abertas que oferece lar e educação a filhos de cristãos perseguidos. Sua doação permite que essas crianças sejam protegidas enquanto recebem educação e cuidado integral. Ao doar, você se torna parceiro da Portas Abertas e recebe mensalmente a Revista Portas Abertas por 12 meses. 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE