Igrejas são transformadas em abrigos

| 22/08/2016 - 00:00


22-sudan.jpg

Quando o Sudão do Sul oficializou sua independência em relação ao Sudão, em 2011, um dos motivos dessa separação foi porque os sudaneses do Sul rejeitaram a imposição da lei islâmica no país. Mas, na ocasião, um observador da situação sudanesa disse à BBC, em condição de anonimato, que não se surpreenderia se o Sudão do Sul se transformasse numa nova Eritreia, que é uma das nações mais opressivas do continente. Vários aspectos estavam sendo analisados na época, inclusive o religioso.

De fato, a situação atual do país não é das melhores. Os acordos de paz entre o Norte e o Sul não foram cumpridos. A violência se espalhou de tal forma que o governo perdeu o controle sobre a segurança. Milhares de civis foram mortos e cerca de 40 mil pessoas estão deslocadas. Igrejas e instalações da ONU se transformaram em abrigos. Cristãos vêm sendo atacados violentamente. Recentemente, a Organização das Nações Unidas emitiu um relatório, denunciando assassinatos de civis e as violações cometidas pelos sodados uniformizados do governo do Sudão do Sul.

O Departamento de Estado dos EUA também interferiu dizendo que haverá punição para os responsáveis de tais crimes e que os últimos incidentes são uma verdadeira guerra contra a humanidade. No ano de 2011, quando Norte e Sul faziam parte de uma única nação, o Sudão ocupava o 35º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa (atualmente ocupa o 8º). Quer dizer que os cristãos do atual Sudão do Sul, que faziam parte desse contexto, já enfrentavam a hostilidade e o preconceito por seguirem o cristianismo. Hoje em dia, mesmo rejeitando a oficialização do islã, eles continuam sendo atacados pelos extremistas. Ore por essa nação.

Leia também
Sudão e Sudão do Sul: a perseguição religiosa acontece em ambos os países


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE