Indonésia completa 76 anos de independência

Arquipélago já foi palco de muitos registros violentos e, mesmo sendo aberto à diversidade, cristãos são perseguidos

| 17/08/2021 - 06:00

Diante da opressão islâmica, o cristianismo cresce entre os indonésios

Diante da opressão islâmica, o cristianismo cresce entre os indonésios


Indonésia, localizada no Sudeste Asiático, é formada por ilhas vulcânicas e abriga centenas de grupos étnicos que falam diversos idiomas. Hoje a nação completa 76 anos de independência. O país é conhecido pelas belas praias, vulcões, dragões de Komodo e selvas, onde vivem elefantes, orangotangos e tigres. Todo esse cenário faz da Indonésia um país promissor para o turismo, atraindo milhares de visitantes por ano. 


No entanto, apesar da beleza, o país já foi palco de violência e corrupção. Antes de sua independência, a Indonésia foi colônia da Holanda por longos anos. Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1942, no entanto, o Japão invadiu e se apossou do arquipélago. Com o fim da Guerra, o então líder Sukarno declarou a independência da Indonésia com o apoio dos japoneses. Embora só tenha tido sua independência reconhecida em 1949, a República da Indonésia, oficialmente, nasceu antes, em 17 de agosto de 1945. 


Religiosamente, a Indonésia é diversificada. Entre os séculos 7 e 14, reinos budistas e hindus foram formados no país, e no século 9, na ilha de Java, foi construído o Borobudur, o maior monumento budista do mundo. Já no século 18 os árabes da Índia chegaram à região, trazendo consigo o islamismo, que passou a dominar as ilhas do arquipélago.


O século 20 testemunhou a influência de muitos novos grupos missionários protestantes no país, que fez com que o cristianismo crescesse entre os indonésios. Contudo, embora o governo tente manter firme a sua bandeira de tolerância, a Indonésia é a 47ª nação na Lista Mundial da Perseguição 2021


Como é a perseguição aos cristãos na Indonésia?

A situação dos seguidores de Jesus na Indonésia vem piorando nos últimos anos. Cristãos que cresceram em um lar muçulmano muitas vezes experimentam perseguição da família. Em muitas casas, as famílias abusam verbalmente dos familiares cristãos e os isolam por causa da fé. Em muitas partes do país, grupos islâmicos extremistas são fortes e influenciam a sociedade e a política, ameaçando e pressionando os fiéis.


Em maio, a Portas Abertas noticiou sobre 
quatro cristãos que foram decapitados por extremistas islâmicos, na aldeia Kalimago, na região de Sulawesi. As vítimas eram seguidores de Jesus e tinham entre 42 e 61 anos. Os ataques foram supostamente realizados por membros do grupo terrorista Mujahideen da Indonésia Oriental (EIM, da sigla em inglês). “Os moradores ainda estão traumatizados com o ataque terrorista em Sigi em novembro passado e ainda não se recuperaram. Eles precisam de nossas orações”, conta um parceiro local.

 
Pedidos de oração

  • Neste Dia da Independência da Indonésia, apresente em oração os governantes e autoridades do país, para que governem visando o bem de toda a população.
  • Interceda para que os cristãos sejam fortalecidos na fé e ganhem mais conhecimento e entendimento da vontade de Deus. 
  • Ore para que sejam luz e sal em suas comunidades, apesar de enfrentarem muitos desafios, como discriminação e perseguição. 
  • Clame para que os integrantes dos grupos extremistas sejam alçancados pelo evangelho e vivam uma vida de glorifique o nome de Jesus.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE