Lei antidiscriminação pode afetar a liberdade religiosa

| 03/07/2017 - 00:00


02-peru-cotidiano-nas-ruas-da-cidade

De acordo com notícias locais, houve uma grande manifestação por parte dos peruanos, em frente ao edifício do Congresso de Lima, com o objetivo de protestar contra as modificações propostas para o Código Penal da nação. “A lei visa fortalecer a luta contra crimes de ódio e discriminação”, explica uma das colaboradoras da Portas Abertas.

Segundo ela, o problema está em não definir claramente o motivo que leva uma pessoa a discriminar a outra. “O texto diz que não deve haver discriminação em razão da etnia, religião, nacionalidade, idade, sexo, orientação sexual, identidade cultural, vestuário, opinião, status econômico, status de imigração, deficiência, condição de saúde, fator genético, afiliação ou qualquer outro motivo”, descreveu.

“Sem uma definição clara do termo ‘discriminação’, as modificações poderiam significar qualquer desacordo entre diferentes grupos e poderia até envolver crenças religiosas dos cidadãos, na tentativa de caracterizar como discriminação e crime. Definitivamente, é um movimento que pode afetar e até atacar a liberdade religiosa no país”, finaliza ela. Interceda por essa situação no Peru.

Leia também
Apesar da liberdade religiosa, cristãos sofrem com a violência no México
Abrace os cristãos perseguidos da América Latina


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE