Menina sequestrada foge, mas é recapturada

A cristã Leah Sharibu fugiu com outras duas meninas e pediu ajuda a nômades fulanis, que as devolveram ao Boko Haram

Portas Abertas • 5 abr 2018


Parentes da cristã Leah. Continue orando por sua libertação

Parentes da cristã Leah. Continue orando por sua libertação

O jornal britânico The Guardian informou que a única menina cristã entre as 110 estudantes sequestradas de uma escola em Dapchi conseguiu fugir, mas foi pega e levada de volta ao cativeiro. Após escapar, Leah Sharibu, de 15 anos, e outras duas meninas caminharam por três dias exaustas e com fome, até encontrar um grupo de nômades fulanis e pedir ajuda. Uma das meninas relatou ao jornal que os fulanis disseram: “Então vocês são as meninas desaparecidas sobre quem ouvimos no rádio?”, e as levaram de volta ao acampamento do Boko Haram.

As 110 estudantes foram sequestradas no dia 19 de fevereiro e, em 21 de março, o Boko Haram libertou 104 delas. Cinco morreram no caminho de ida ao cativeiro. Disseram para os pais de Leah que os militantes islâmicos não a libertaram porque ela se recusou a se converter ao islamismo. Então, seu pai disse: “Eu estou muito triste, mas também em júbilo porque minha filha não negou a Jesus”.

O presidente da igreja a que a família de Leah pertence fez uma declaração saudando a “coragem, obstinação e fé” da cristã perseguida. O reverendo Dr. Jeremiah M. Gado, que lidera a Igreja Evangélica Vencendo Tudo, confirmou que Leah é membro de sua denominação e que ela era a única cristã sequestrada e a única não libertada “por se recusar a negar sua fé no Senhor Jesus”. Em sua declaração, ele disse: “Pedimos ao governo federal e todas suas agências que assegure a libertação imediata de Leah Sharibu sob nenhuma condição. Leah é uma cidadã nigeriana sob a lei do país e tem a liberdade de praticar sua fé cristã integralmente. Nós condenamos veementemente qualquer tentativa de converter alguém de uma religião para outra à força. Como igreja, continuamos a orar pela libertação de Leah e de todos os nigerianos sequestrados”.

Leia mais
As 104 meninas libertas pelo Boko Haram voltam para casa
Libertadas maioria das meninas sequestradas em Dapchi

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco