Missão: levar as pessoas da morte para a vida

| 23/06/2017 - 00:00


23-turcomenistao-homem-orando

Em uma pequena aldeia da Ásia Central vive Viktor, um cristão que abriu seu próprio negócio, há quatro anos, com a ajuda da Portas Abertas. Recentemente, a equipe foi visitá-lo. Ao longe, já se podia ver um celeiro cheio de alimento para gado, blocos de sal, grãos para aves e comida para cães. Viktor vai ao encontro dos colaboradores e agradece por terem feito uma longa viagem para visitar seus negócios e ministério. Ele conta que as pessoas vêm de longe para fazer suas compras naquele lugar.

""O nome dessa aldeia ‘aoul’ significa ‘revolução’ e é para isto que estamos aqui, para trazer uma verdadeira revolução e levar as pessoas da morte para a vida"", compartilha o cristão que conheceu a Cristo no ano de 1996. ""Eu não procurava Deus e nem estava interessado nessa fé, na verdade, eu negligenciava as questões espirituais. Na época, eu havia infringido a lei e era procurado pela polícia. Sou ucraniano e me mudei para cá justamente para fugir das autoridades"", conta.

""Meu vício me seguiu. Eu tinha apenas 24 anos quando cheguei e já era dependente de heroína. Além de ser usuário, eu também traficava, até que fui pego com quatro quilos de drogas, então fui preso. Depois de dez noites sem dormir, meu colega de cela que tinha uma Bíblia, me ofereceu para ler, mas aquilo não fazia o menor sentido para mim, porque eu sentia um vazio muito grande por dentro e não queria nem mesmo continuar a viver. Eu não tinha ideia de quanto tempo ficaria ali, então continuei com a leitura, até que li sobre a vida eterna e desejei ela para mim"", revela. (A história continua amanhã)

*Nome alterado por motivos de segurança.

Leia também
Deus ouviu as nossas orações
Família asiática se rende a Cristo


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE