Mulher é proibida pelo marido de seguir o cristianismo

| 18/02/2016 - 00:00


18-asiacentral-0250100457

Sadia* é uma cristã que vive em um dos países da Ásia Central. Há vinte anos ela aceitou Jesus como seu Salvador, quando ainda era bem jovem e através de seus testemunhos toda sua família se tornou cristã. Em determinado momento da vida, ela se casou com Arslan*, um muçulmano que até então não se importava com a fé da esposa. Mas, logo após o nascimento do primeiro filho, ele se posicionou contra o cristianismo e a igreja. Um dia, ele disse à Sadia: ""Se você continuar indo à igreja ou proferir qualquer palavra sobre o seu ‘Cristo’, eu darei um jeito de prender você"". Segundo a cristã, ele realmente poderia fazer isso, já que era um dos policiais autorizados da cidade.

Muito chateada com a situação, ela continuou a frequentar a igreja secretamente, onde todos os irmãos oravam fervorosamente por ela. Mas seu esposo descobriu e passou a violenta-la. Isto aconteceu por diversas vezes. A essa altura, o casal já tinha três filhos. A violência doméstica, as brigas e as discussões terminaram na expulsão da cristã da sua própria casa. Aquela jovem e seus três filhos foram parar na rua, mas tiveram o apoio da igreja, onde ficaram abrigados durante um tempo. Alguns meses depois, Arslan mudou de ideia, então a família voltou para casa, sob a condição de não atender mais cristãos em hipótese alguma, fazendo com que Sadia ficasse sem visitar a igreja por longos anos e sendo controlada a cada passo.

A cristã teve uma vida dura, sendo obrigada a trabalhar muito mais que antes, oprimida, mas com a mesma fé. ""Eu não podia parar para nada, então eu clamava a Deus em minhas orações enquanto trabalhava. Meu marido também me obrigou a participar das orações muçulmanas, mas eu me neguei, por isso sofria ainda mais"", desabafa ela. Um dia, durante uma visita secreta de uma irmã, as duas compartilharam a ideia de formar uma igreja. ""Apenas o pensamento de realizar esse sonho me ajudou a sobreviver. Eu pensava ‘se Cristo morreu por nós, vale a pena todo sacrifício’. Enquanto isso, a igreja continuava orando e Deus ouviu estas orações. Os filhos de Sadia cresceram e se converteram ao cristianismo, de forma que ela já não está mais sozinha em sua fé. Agora sua casa ganhou novas colunas espirituais e, com certeza, Deus continuará agindo a seu favor.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Leia também
Cristãos se reúnem de maneira secreta na Ásia Central
A Igreja de Cristo na Ásia Central

Pedidos de oração

  • Ore por Sadia e seus filhos, para que eles permaneçam unidos na mesma fé e que vençam todas as batalhas que ainda virão.
  • Peça ao Senhor para que Arslan receba o amor de Cristo em seu coração e se converta, para que a família inteira possa servir a Deus, em unidade.
  • Ore pela igreja onde Sadia frequentava, para que Deus mostre a cada cristão que vale a pena orar e que Deus atende às orações dos justos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE