Negociações de paz continuam, mas violência não para

| 03/06/2015 - 00:00


03_Colombia_site

Confrontos permanecem acontecendo entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Em 25 de abril deste ano, o grupo terrorista matou pelo menos 10 militares do departamento de Cauca, uma zona remota localizada no oeste da Colômbia. Em resposta, o presidente Santos ordenou a retomada dos ataques aéreos contra os guerrilheiros. Neste mês, 26 guerrilheiros das FARC foram mortos por um ataque aéreo e terrestre do exército colombiano, considerado o mais mortal contra as FARC em dois anos. Desta vez, o grupo terrorista decidiu suspender o cessar fogo, mas também prometeu continuar com as negociações de paz.

Segundo Dennis, analista de perseguição da Portas Abertas, ""a situação atual é delicada. Enquanto as negociações de paz entre o governo colombiano e as FARC permanecem, a brutalidade entre ambas as partes continua. Essa sequência de violência não só põe pressão adicional sobre as negociações de paz, como também é motivo de preocupação para a população cristã em áreas controladas pelo grupo terrorista. A decisão das FARC para suspender o cessar fogo é uma ameaça implícita de intensificar o conflito. No meio do fogo cruzado, os cristãos continuam vulneráveis à situação"".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE