Aumenta violência religiosa e três cristãs são mortas

| 19/07/2004 - 00:00


Domingo, dia 18 de julho,a Pastora Susianty Tinulele, de 26 anos, estava no púlpito durante o culto da Igreja Presbiteriana de Central Sulawesi, na cidade de Palu, quando quatro pessoas usando máscaras atiraram contra ela e contra o coral de jovens. Susianty morreu baleada na cabeça bem como a jovem Desrianti Tengkede, de 17 anos.

A Pastora Susianty visitou o Reverendo Damanik na sexta feira, dia 16 de julho. Damanik está preso há um ano sob a acusação falsa de ajudar terroristas, quando na realidade ele estava ajudando as vítimas do terrorismo.

No sábado,na cidade de Poso, também em Central Sulawesi, uma bomba explodiu num centro cultural e a Pastora Helmy Tombiling, de 35 anos, uma líder cristã conhecida, foi morta com nove facadas no peito e estômago em frente a sua casa.

Em 25 de maio foi morto Dr. Ferry Silalahi, um dos advogados do Rev. Damanik.

O Exercito Jihad tenta reiniciar os conflitos religiosos violentos que afligem as cidades de Poso e Palu desde 1999, e que foram impedidos pelo governo em dezembro 2002 com acordo de paz.

OREM pela proteção dos cristãos e que o governo consiga manter a paz.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE