Pastor evangélico preso por pregar sobre a homossexualidade

| 23/07/2004 - 00:00


Organizações evangélicas suecas protestaram energicamente contra o governo pela decisão das autoridades de prender um pastor evangélico que teve a ousadia de pregar sobre o que a Bíblia ensina a respeito da homossexualidade.
 
Segundo informa a agência Ecumenical News International, o pastor Ake Green, membro do movimento pentecostal, foi sentenciado a um mês de prisão por ter descrevido a homossexualidade como anormal , um horrível tumor canceroso no corpo da sociedade durante um sermão em que ele explicava os claros ensinamentos cristãos sobre a homossexualidade, especialmente a passagem que Paulo descreve em I Coríntios 06:09.

Como suas palavras ofenderam alguns homossexuais, Green foi acusado e sentenciado segundo uma ambígua lei contra a incitação a violência .
 
Soren Andersson, presidente da Federação Sueca para os direitos dos homossexuais, lésbicas, bissexuais e transformistas, disse estar completamente de acordo com a decisão, porque segundo ele  a liberdade religiosa não devia ser usada para ofender as pessoas
 
Vozes pentecostais protestaram contra a medida acrescentando que a pena de prisão estabelece um grave precedente contra a liberdade religiosa e a liberdade de expressão , e acrescentaram que os vários lideres homossexuais que ferozmente tem atacado as igrejas nunca receberam nenhuma censura ou pena. 

Leia no original

 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE