Multidão ataca igreja

| 29/07/2004 - 00:00


A tensão tomou conta de Rohiyal Talal, uma pequenina aldeia tribal no Estado noroeste de Gujarat, na Índia, após a profanação de uma igreja cristã, por alguns fazendeiros hindus locais.

Segundo a polícia, nas primeiras horas de domingo, 17 de julho, um grupo de quinze homens chegou ao local da igreja, que estava em construção, em jeeps e motocicletas e começou a demolir a estrutura inacabada com pás e machados.

De acordo com Suresh Ada Varli, habitante da aldeia Rohiyal Talal, responsável pela construção, os agressores danificaram paredes, grades de ferro e vidraças da Igreja Protestante Independente.

Oficiais próximos ao distrito policial de Kaprada disseram que alguns membros do grupo são líderes locais da organização hindu extremista, Vishwa Hindu Parishad (VHP). Apesar de a polícia de Kaprada ter registrado queixa e os agressores terem sido identificados na tarde de segunda feira, nenhuma prisão foi feita.

O oficial de investigação, o sub-inspetor R.J. Jhala, disse que o problema começou quando dois irmãos hindus se viraram contra o irmão mais novo, que havia se convertido ao cristianismo. Jhala comentou:"Os irmãos hindus eram contra a construção da igreja porque disseram que era ilegal, mas, quando Suresh Varli prosseguiu com a construção, hindus agitados foram à frente com os ataques."

Jhala não revelou o nome dos três irmãos. A Samson Christian, do All Índia Christian Council (AICC) tenta descobrir detalhes do incidente, mas tem sido difícil, pois algumas pessoas envolvidas estão escondidas.

O AICC de Gujarat  condenou o ataque.

"Esse é o modo como eles tentam afugentar igrejas independentes e missões", disse a Samson Christian ao Compass. "Agora, a VHP e outros fazem de tudo para deixar os ativistas livres e criar problemas para cristãos e para o Congresso".

Líderes cristãos disseram que a VHP e outros grupos de Direita têm encorajado os oficias das suas aldeias a atacarem igrejas e pastores no Oeste e Centro dos Estados da Índia.

Quando perguntando a respeito do envolvimento da VHP, Jhala disse: "Prabhudas Patel e outros da aldeia de Kaprada são membros locais da VHP, e aparentemente instigaram o ataque".

"A situação parecia tensa", afirmou outro oficial da polícia em Surat.
"Até agora, temos tido sucesso em manter a lei e a ordem. Não tem havido nenhum ato rebelde como o ato de profanação".

Os envolvidos na demolição foram identificados pela polícia  como Devji Natthu, Raya Dablu, Sita Lakshu, Mangal Lakshu, Hari Devji, Suresh Perda, Laxman Jania, Nanji Ade, Bharat Vedhu, Janu Situ, todos habitantes da aldeia de Rohiyal Talal; Tulsi Ade, Janu Atu e Shanker Budha, da aldeia adjacente, Khutli; e Prabhudas Patel e Thona Nikalia, da aldeia de Kaprada.

Atualmente, ataques contra igrejas cristãs constituem um grande problema na questão da liberdade religiosa na Ásia. Crentes na Índia, Paquistão e Sri Lanka, têm sofrido violência religiosa nos últimos anos e muitos ambientes de adoração foram danificados ou destruídos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE