Seqüestradores libertam bispo Ramírez

| 29/07/2004 - 00:00


O bispo Misael Vacca Ramírez foi libertado hoje depois de seqüestrado no sábado, 24 de julho, quando se encontrava na linha divisória dos departamentos de Casanare e Boyacá.

Eu estou aqui em Morcote, já estou bem, toda a comunidade está aqui reunida. Não se preocupem, muito obrigado, declarou dom Ramírez, de 48 anos, a jornalistas.

Ele foi libertado pelos seqüestradores em Yopal, Casanare. De lá foi transferido para realizar avaliação médica. O bispo não precisou em que circunstâncias foi libertado nem informou qual a organização que o manteve em poder. Autoridades eclesiásticas e o do governo nacional apontavam o Exército da Libertação Nacional (ELN) como presumível autor do seqüestro.

O ministro da Defesa, Jorge Alberto Uribe, confirmou que o bispo Ramírez está

em liberdade, e que a força pública o acompanha no local onde está reunido com membros da comunidade.

Isso acaba de ocorrer e não temos informação detalhada. Ele está reunido neste

momento com sua comunidade. O importante é que a notícia é boa. O monsenhor foi libertado e regressa à sua comunidade declarou Uribe.

O seqüestro do bispo gerou indignação da Igreja Católica, que qualificou o

ocorrido como um ato criminoso e pediu com firmeza paternal a libertação do bispo, declarou o padre Ciro Benedettini, porta-voz da Santa Sé.

O presidente da República, Álvaro Uribe Vélez, pediu tomara que todos os colombianos, que, como ele, estão privados da liberdade, regressem ao seio de seus lares. Que bom se tivéssemos notícias como essa, disse o presidente.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE