Cristão dono de restaurante é assassinado por terroristas

| 10/08/2004 - 00:00


O proprietário cristão do restaurante Al-Hanna, no distrito de Al-Dawasa, em Mosul, foi assassinado pelo grupo islâmico Wahabbeen porque ele tinha clientes americanos.

O proprietário Hani Matti Betti foi morto na segunda-feira, 19 de julho, no norte do Iraque por terroristas que também cortaram as duas mãos do seu sócio, um muçulmano, e cegaram seus dois olhos.

Eles afirmaram que isto deveria ser entendido como um sinal para qualquer pessoa que estivesse trabalhando com americanos. Uma reportagem da imprensa local contou que antes de matar o lojista, os terroristas gritaram: Você é um cristão. Por que você vende comida aos americanos? Você é um agente que trabalha para os americanos?.

Em Bagdá, vários lojistas cristãos, especialmente aqueles que vendem álcool, foram mortos ou feridos em eventos que envolveram violência islâmica.

Este último ataque adicionou-se à preocupação a respeito da frágil situação de segurança no Iraque, apesar da recente tomada de autoridade da colisão liderada pelos Estados Unidos no governo interino.
Além de cristãos, dezenas de insurgentes e vários soldados americanos foram mortos em alguns dos mais violentos ataques nas últimas semanas. Também, vários reféns estrangeiros foram decapitados ou mortos pelos islâmicos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE