Governo chinês redige sua primeira lei sobre liberdade religiosa

| 20/12/2004 - 00:00


O governo chinês redigiu uma primeira lei encaminhada a proteger a liberdade religiosa que entrará em vigor a partir de março de 2005, embora não vá incluir os grupos ilegais, informou hoje, segunda-feira, o jornal South China Morning Post.

A nova Previsão de Assuntos Religiosos está destinada a proteger a liberdade de crença religiosa, manter a harmonia entre as religiões e a sociedade e regular os assuntos religiosos no país, segundo seu prólogo.

No entanto a nova normativa não aliviará a repressão de grupos religiosos como o budista Falun Gong e a Igreja Católica clandestina, considerados ilegais e perseguidos há anos por Pequim.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE