Cultura da violência afoga esforço para harmonizar o Islã

| 11/08/2005 - 00:00


A cultura da violência, encarnada pelo Islã extremista, encurrala cada vez mais os pensadores moderados e afoga seu esforço para harmonizar a democracia com a religião maometana, segundo a opinião de alguns especialistas árabes e muçulmanos.

Por iniciativa do Centro Internacional de Estudos Estratégicos egípcio (CIEE), um grupo deles se reuniu esta semana no Cairo para discutir a influência da religião no processo de democratização vivido atualmente pelo mundo árabe.

Os participantes, representantes dos campos de política, religião, jornalismo e cultura, tentaram dar uma visão global e aproximada da origem, evolução e situação atual dos movimentos islâmicos no mundo árabe.

Leia mais no UOL.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco