Evangélicos exigem provas do governo contra Novas Tribos

| 19/10/2005 - 00:00


Organizações evangélicas pronunciaram-se contra a expulsão da Missão Novas Tribos do país e pediram que o governo apresente as provas que motivaram o presidente Hugo Chávez a tomar tal decisão. Elas negam que a missão norte-americana tenha se dedicado à exploração de indígenas.

Sem a apresentação das provas, é inexorável concluir na presunção de inocência a favor dos supostos imputados, conforme a Constituição da República Bolivariana da Venezuela e o Código Orgânico Processual Penal, anotaram os evangélicos em enérgica declaração formulada no sábado, 15.

Os evangélicos tomaram a defesa da obra missionária porque a decisão afeta tanto missionários estrangeiros como nacionais. Todos somos parte do povo evangélico venezuelano, argumentaram em declaração entregue à imprensa. A nota foi assinada pelo Conselho Evangélico da Venezuela, a Confederação Evangélica Pentecostal da Venezuela e a Convenção Nacional Batista.

O comunicado afirma que o trabalho missionário da Novas Tribos foi público e notório por quase 60 anos, e neste período cumpriu e sujeitou-se às leis que a regem.

O documento sublinha que essa missão dedica-se à alfabetização, educação bilíngüe (em idioma indígena e castelhano), desenvolvimento espiritual, moral e social, assistência básica na área da saúde e a integração do indígena à vida nacional do país. Essas atividades, segundo os evangélicos, não impedem os indígenas de manter sua identidade étnica e cultural

Os evangélicos destacaram o desenvolvimento do alfabeto e publicações tiradas pela Novas Tribos nas línguas piaroa, yecuana, yanomami, panare, pumé, guajibo e puinave.

Trata-se, alegaram, de uma associação constituída e domiciliada na Venezuela conforme o direito de associar-se livremente previsto na Constituição da República Bolivariana da Venezuela. Asseguraram que não se trata de um organismo do governo dos Estados Unidos.

Os evangélicos alegaram que o governo não ofereceu oportunidade à missão de ser ouvida antes de anunciar sua expulsão. É nossa obrigação conhecer e entender as provas que certificam tal ação, afirmaram.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE