Cristãos condenados por pedir liberdade religiosa

| 24/11/2005 - 00:00


A agência de notícias do Vietnã relatou que uma corte vietnamita sentenciou seis montagnards de sete a 17 anos de prisão por ameaçar a segurança nacional".

A agência relatou que os homens do planalto central foram considerados culpados por incitar protestos em 2004, que pediam liberdade religiosa.

Conforme a agência, os homens ainda têm que suportar uma vigilância adicional de cinco anos depois de sua libertação.

A BBC, em uma história colocada em seu website, diz: "O Vietnã tem sido criticado por grupos de direitos humanos por reprimir os montagnards. Muitos são protestantes que seguem uma igreja cristã evangélica não sancionada pelo governo. Eles afirmam que suas terras tribais foram tomadas para plantações meramente comerciais. Eles também sofrem constante opressão pela polícia".

"Os protestos de 2004, centrado nas capitais das províncias de Dak Lak e Gia Lai, foram abafados rapidamente pelas forças de segurança."

"A medida levou centenas de montagnards a cruzar a fronteira para Camboja, de onde muitos foram restabelecidos em lugares como os EUA e a Finlândia."

Os correspondentes da BBC dizem que o governo comunista no Vietnã garante de forma oficial a liberdade religiosa, mas, tanto a maioria budista como a minoria cristã têm reclamado de violações aos seus direitos de culto.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE