Eleição confirma crescimento islâmico no Egito

| 08/12/2005 - 00:00


Os egípcios votaram na quarta-feira - em meio a cenas moderadas de violência e diversas acusações de intimidação - na terceira e última fase das eleições parlamentares, que já vêm acontecendo há um mês.

O principal destaque da disputa foi o desempenho da Irmandade Islâmica, que superou em muito as expectivas - que já eram bastante otimistas - sobre seu crescimento.

Para praticamente todos os observadores da política egípcia, a tendência confirma que a oposição islâmica é a única que tem algum peso para enfrentar o governo do presidente Hosni Mubarak, recentemente eleito com 88% dos votos para o quinto mandato de seis anos.

Mas, se por um lado o crescimento dos islâmicos assusta o governo, por outro ele também fortalece a posição do presidente Hosni Mubarak, visto por muitos - mesmo entre seus críticos - como a única alternativa aos religiosos, que provocam tantos receios no Ocidente e em grandes setores seculares dos países muçulmanos.

Apesar do fortalecimento da Irmandade Islâmica, os partidos da oposição secular tradicional - quase todos unidos em uma inédita frente contra o governo - tiveram um desempenho desatroso e terão no próximo Parlamento menos assentos do que dispõem agora.

Leia mais no BBC Brasil.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE