Cristãos, muçulmanos e judeus criam conselho pela paz

| 26/01/2006 - 00:00


Líderes de igrejas cristãs, das comunidades muçulmana e judaica decidiram criar, na segunda-feira, 23, o Conselho de Religiosos pela Paz em El Salvador. O organismo tem por objetivo dar testemunho de unidade e elevar uma só voz diante dos problemas estruturais que atingem a população salvadorenha.

Há religiões em demasia para nos odiar e poucas religiões para nos amar, disse o reverendíssimo Martín Barahona, bispo anglicano de El Salvador e presidente do Conselho Nacional de Igrejas (CNI). Com esse encontro pretendemos dar testemunho de unidade e promover a paz, manifestar-nos contra todo tipo de violência, num país onde o desrespeito à vida é parte da vida diária, acrescentou.

Para o bispo Medardo Gómez, da Igreja Luterana, esse é um esforço globalizador de Deus na medida em que é uma força multireligiosa. O líder da comunidade muçulmana, Ernesto Abdalá Abbas, disse que há muitos problemas da sociedade que esse grupo deveria tratar. Citou, como exemplo, a educação deficiente no país. A pastora luterana Cecilia Alfaro lembrou que é preciso reclamar da ética dos governantes.

Estiveram presentes o reverendo Santiago Flores, da Igreja Reformada; Claudia Campos e Armando Ramírez, da Igreja Batista; Ernesto Abdalá Abbas e Abderrahma Agdad, da comunidade árabe salvadorenha; o rabino Pablo Berman e Claudio Kahn, da comunidade israelita de El Salvador; dom Ricardo Uriostes, da Igreja Católica; as pastoras Cecilia Alfaro e Abelina de Gómez e o bispo Medardo Gómez, da Igreja Luterana; o bispo Martín Barahona e os pastores Luis Serrano, Germán López e o leigo Leonel Marquez, da Igreja Anglicana.

Na reunião, presidida por Elías Szczytnicki, coordenador regional para a América Latina e o Caribe da Conferência Mundial de Religiões pela Paz (WCRP, a sigla em inglês), acordou-se que a Igreja Anglicana, a comunidade judaica e a comunidade árabe coordenarão futuras convocatórias do recém-constituído organismo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE