Judeus indignados com concurso de charges sobre holocausto

| 07/02/2006 - 00:00


A fundação Holocausto da Rússia reagiu hoje com indignação à convocação no Irã de um concurso internacional de caricaturas sobre a aniquilação de milhões de judeus na Segunda Guerra Mundial pelo Exército de Hitler.

Esta é uma ação coordenada para espalhar o ódio contra Israel e o Ocidente nos países muçulmanos. É um ato de represália pelas caricaturas de Maomé reproduzidas em jornais europeus, disse Ala Guerber, presidente desta fundação, criada em 1995.

Guerber pediu à comunidade internacional para conter a campanha anti-semita lançada pelo presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que inclusive colocou em dúvida várias vezes a veracidade do holocausto.

É um sintoma muito perigoso. O mundo deve entender que se trata de uma abominável provocação política. Se não pararmos agora, a cadeia de fatos dos últimos dias pode desembocar em um choque entre civilizações e em uma situação de pré-guerra, disse.

O concurso internacional de charges foi convocado em sua edição de hoje pelo jornal Hamshahri de Teerã, sob o título Onde está o limite da liberdade do Ocidente?.

O jornal convocou o prêmio, no qual colabora a Casa de Caricaturas do Irã, em resposta ao jornal dinamarquês que, segundo o meio de imprensa, convocou vários caricaturistas para insultar os valores do Islã em setembro do ano passado.

Na mesma linha, o Grande Rabino da Rússia, Adolf Shayévich, considerou hoje o concurso de charges sobre o holocausto como uma inadequada reação à reprodução de caricaturas de Maomé em vários jornais europeus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE