Itália disposta a dar asilo a afegão convertido ao cristianismo

| 28/03/2006 - 00:00


A Itália tem intenção de oferecer asilo a Abdul Rahman, o afegão que foi libertado na segunda-feira após um mês de prisão em seu país por se converter ao cristianismo, informaram hoje fontes do Ministério de Assuntos Exteriores em Roma.

O vice-primeiro-ministro e titular de Exteriores, Gianfranco Fini, proporá amanhã ao Conselho de Ministros que a Itália acolha Rahman, que no Afeganistão foi acusado de apostasia por rejeitar o Islã, um delito que é castigado com a pena de morte.

O caso, que suscitou uma grande controvérsia internacional, foi desconsiderado no domingo pela Corte Suprema afegã e Rahman foi posto em liberdade ontem à noite.

Segundo o Ministério de Exteriores, Fini falou hoje com o embaixador de Roma em Cabul, que confirmou tanto a libertação de Rahman como sua solicitação de asilo à comunidade internacional.

O pedido do vice-primeiro-ministro ao Conselho de Ministros para dar asilo ao afegão levará em consideração o fato de a Itália ter sido um dos primeiros países a intervir em favor do cristão, acrescentaram as fontes.

A ONU confirmou ontem que Rahman tinha pedido asilo a Governos estrangeiros e expressou sua esperança de que algum país interessado em uma solução pacífica do caso o proporcione.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE