Cristã acusada de blasfêmia é libertada sob fiança

| 03/05/2006 - 00:00


Naseem Bib, uma cristã acusada de profanar uma figura de Khana Kaba, um santuário do islã na Arábia Saudita, foi libertada da prisão após o pagamento de uma fiança no valor de 50 mil rúpias (832 dólares).

De acordo com o jornal Paquistão Cristão (PCP), ela foi presa em 3 de março último, acusada por muçulmanos de blasfêmia contra Khana Kaba, infringindo a seção 295 do Código Penal.

"Eu amo muito Jesus Cristo. Eu sempre o via nos meus sonhos. Jesus veio ao meu encontro muitas vezes em sonho e mostrou seu amor por mim. Por isso eu tenho uma ligação afetiva com Jesus", declarou Naseem Bibi ao PCP.

Temor de novos ataques

De acordo com a reportagem, Naseem disse ainda: "Em 3 de março, eu estava em minha casa, lavando roupa. Uma marcha de protesto passava pela nossa rua. Minha filha mais velha me contou que manifestantes muçulmanos estavam colocando a cruz sobre um monte de lixo e chutando-a. Eu não consegui me controlar quando vi aqueles muçulmanos profanando a cruz. Eu gritei e discuti com eles. Eles estavam em grande número e começaram a me bater".

Ela continua o relato: "Nisso, alguém ligou para o plantão policial. Quatro carros da polícia chegaram e me livraram dos fundamentalistas. Eles me levaram para a delegacia e no mesmo dia me colocaram na prisão".

Naseem Bibi é mãe de quatro filhos. Seu filho mais novo tem apenas sete meses.

Segundo o PCP, ela se refugiou em Lahore com seu marido e filhos para se proteger dos ataques de muçulmanos extremistas. A família temia ser agredida, caso voltasse para sua casa no distrito de Kasur.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE