Cristãos são absolvidos em caso de assassinato na Índia

| 06/06/2006 - 00:00


Depois de passar dois anos na prisão, presos por acusações falsas, 16 cristãos em Madhya Pradesh, Índia, foram declarados inocentes. O veredicto foi dado no dia 31 de maio pela Corte de Alirajpur, no distrito de Jhabalpurt. Os 16 detidos foram acusados de assassinato e tentativa de homicídio por ocasião dos conflitos que aconteceram entre 11 e 17 de janeiro de 2004. Os conflitos foram entre cristãos e membros do grupo extremista hindu Rashtrya Swayam Sevak Sangh (RSS).

O juiz absolveu as 16 pessoas de todas as acusações por falta de evidências. A corte também considerou que os testemunhos dados durante o processo foram deliberadamente forjados e manipulados.

Quando os incidentes aconteceram, a polícia prendeu um grupo de cristãos, por causa da morte de um ativista da RSS em um dos conflitos, em que outros dez ficaram feridos. As 16 pessoas foram presas apenas com base nas suspeitas da Alta Corte de Madhya Pradesh. A Suprema Corte negou fiança.

Decisão inocenta igreja

O porta-voz da Conferência dos Bispos de Madhya Pradesh, Anand Muttungal, ficou satisfeito com o veredicto. Ele foi uma pessoa importante no processo, se esforçando para demonstrar a inocência dos cristãos. Ele disse que a decisão inocenta a Igreja mais uma vez.

Ao saber das notícias, outro líder cristão, Babu Joseph, porta-voz da Conferência de Bispos Indianos, disse à agência de notícias AsiaNews: "Eles estavam presos apesar de serem inocentes; esse incidente certamente irá ajudar a fortalecer a fé pública no Sistema Judiciário da Índia. Dois anos na prisão sem que tivessem cometido qualquer crime é um assunto preocupante para todos os que acreditam nos valores da liberdade, lealdade e justiça".

Entretanto, a perseguição contra os cristãos continua na região. Nos últimos meses, o distrito de Jhabalpur se tornou um centro de atividades anticristãs, perpetradas em meio ao silêncio da população. A Conferência de Bispos de Madhya Pradesh disse que essa campanha de intimidação inclui "conversões forçadas ao hinduísmo e ataques a templos, realizados por grupos fundamentalistas. Eles visam criar a mesma cultura de intolerância predominante em Gujarat". E as autoridades simplesmente assistem as coisas acontecerem.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco