Igreja doméstica é invadida e 28 cristãos são presos

| 12/06/2006 - 00:00


A Associação de Ajuda à China soube que uma igreja doméstica chinesa, em Henan, foi invadida e 28 cristãos foram presos.

Às 11 horas do dia 28 de maio, durante um culto em uma casa, a polícia invadiu a reunião e levou 28 membros da igreja para a delegacia. De todos, 23 foram libertados à tarde. Uma senhora cristã de 59 anos, Liu Yuemei, foi libertada no dia 1º de junho, depois que sua família foi forçada a pagar uma fiança de 1.600 iuanes (200 dólares). Outra mulher, Lu Xinhong, 35 anos, foi libertada no dia 8 de junho, depois de ter prometido que pagaria sua fiança em dinheiro.
 
Três cristãos ainda estão na prisão Ba-Yi, localizada na mesma província. Eles são duas mulheres: Chen Xuelan, 58 anos (em cuja casa era realizada a reunião), e Cao Yan, de 55 anos. A terceira pessoa é o pastor Li Shunmin, de 52 anos.
 
Segundo as pessoas que têm acompanhado o caso, durante a invasão, a polícia não apresentou identificação, intimações ou papéis de detenção. As Bíblias e notebooks que pertenciam aos membros da igreja foram confiscados pela polícia, que não forneceu nenhum comprovante.
 
Os cristãos decidiram fazer um apelo legal e dois membros da Associação Cristã Chinesa de Ajuda Legal - Li Baiguang e Fan Yafeng - aceitaram ser seus representantes legais.
 
A CAA pede ao governo chinês que liberte esses cristãos e que honre seu compromisso internacional e constitucional com a liberdade religiosa.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco