Cristão morre em decorrência de tortura policial

| 08/08/2006 - 00:00


Um cristão da etnia montagnard chamado Y Ngo Adrong, de 49 anos, foi torturado até a morte na sala de interrogatório da polícia, no distrito de Ea HLeo, província de Dak Lak.

O que se sabe de sua morte é que Y Ngo Adrong foi intimado pela polícia para comparecer à delegacia do distrito de Ea HLeo, em 13 de julho, para responder acerca de suas atividades cristãs em uma igreja doméstica.

Ele compareceu à delegacia às 7h30, na data determinada. Por volta das 11 horas a polícia do distrito foi à vila de Buon Le, onde Y Ngo morava, e informou à sua família que ele tinha se enforcado na delegacia.

Em 14 de julho, seu corpo foi removido para o necrotério. Um de seus parentes levou então o corpo à vila de Buon Blec, local de nascimento de Y Ngo.

Funeral sob vigilância

A polícia impediu que a família examinasse o corpo e manteve o funeral sob vigilância: dezenas de policiais cercaram a vila, evitando que moradores da vizinhança fossem ao enterro.

Além de impedir que a família inspecionasse o corpo, a polícia e se recusou a permitir que a família tirasse as roupas de Y Ngo. Os familiares queriam ver as feridas, mas a polícia não deixou que eles se aproximassem do corpo e vigiou todo o funeral.

A polícia deu à família 15 milhões de dongues vietnamitas (cerca de 935 dólares americanos) como compensação e admitiu que errou ao causar a morte do cristão. A polícia se recusou, entretanto, a fornecer os detalhes do que aconteceu durante o interrogatório.

A família, mulher e filhos de Y Ngo Adrong, estão emocionalmente abalados.

A Fundação Montagnard convoca:

 As embaixadas no Vietnã e a comunidade internacional para que investiguem os detalhes da morte de Y Ngo Adrong e para que pressionem o Vietnã, de modo que os responsáveis sejam punidos;

 As embaixadas no Vietnã e a comunidade para que exijam que o país liberte todos os 350 prisioneiros de consciência da etnia montagnard, identificados em um relatório de 14 de junho, da Human Rights Watch, antes que mais alguém morra. Para ver a lista dos prisioneiros, acesse: http://www.hrw.org/english/docs/2006/06/14/vietna13542.htm;

 As embaixadas no Vietnã e a comunidade internacional para que insistam em uma presença humanitária permanente no planalto central vietnamita, a fim de monitorar os direitos humanos lá através dos Estados Unidos, da ONU, de agências internacionais e de ONGs; e

 O Congresso dos Estados Unidos para que insista em que as condições de direitos humanos estão diretamente relacionadas ao ingresso do Vietnã no comércio internacional.

Pedidos de oração:

 Ore para que a família do irmão Y Ngo Adrong encontre em Deus o consolo e o fortalecimento de que precisa nesse momento de dor.

 Ore para que os responsáveis pela morte de Y Ngo se arrependam e encontrem a salvação que há em Jesus. Que, como o apóstolo Paulo, que passou de perseguidor a perseguido, essas pessoas possam se tornar anunciadores do evangelho nesse país restrito.

 Ore pelos 350 cristãos montagnard que estão presos e necessitam de que Deus seja a sua justiça.

 Ore para que as autoridades do Vietnã concedam aos cristãos vietnamitas o direito de se reunir e de praticar livremente sua fé.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE