Igreja Batista é impedida de realizar seminário literário

| 23/08/2006 - 00:00


As autoridades birmanesas informaram à Igreja Batista Kachin, em Rangoon, que ela não poderia realizar o seminário literário programado para o dia 19 de agosto porque não tinha obtido permissão oficial.

A igreja, filiada à Convenção Batista Kachin, realizou seminários semelhantes nos últimos quatro anos sem precisar obter permissão oficial, declarou um pastor ao "The Irrawaddy". Este ano, a igreja tinha sido informada de que seria preciso "buscar primeiro a permissão da autoridade", disse o pastor, que pediu para não ser identificado.

O seminário deste ano tinha como objetivo alcançar os jovens e contaria com a participação de dois conhecidos escritores birmaneses, Ko Tar e Chit Oo Nyo.

Violação da liberdade religiosa

A Igreja Batista está sob observação das autoridades, que chega a fiscalizar o andamento do culto de domingo, informou um membro do grupo.

No ano passado, o governo militar de Mianmar ordenou que a Assembléia do Evangelho Pleno encerrasse todas as suas atividades, inclusive os cultos semanais. Essa igreja vinha crescendo rapidamente no centro da capital, Rangoon.

Embora a junta militar do país afirme a existência da liberdade de culto, grupos cristãos internacionais condenam as ações do governo contra as igrejas birmanesas. O Departamento de Estado dos Estados Unidos também acusou a junta de severa violação da liberdade religiosa e designou Mianmar como um "país de preocupação específica" sob o Ato Internacional de Liberdade Religiosa.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE