Arcebispo anglicano critica assédio a cristãos chineses

| 24/10/2006 - 00:00


O chefe da Igreja Anglicana, Rowan Williams, comentou durante a sua visita à China a sua preocupação com o assédio que muitos cristãos sofrem no país, mas reconheceu que a atitude do Governo em relação à religião está mudando, informa hoje o jornal South China Morning Post.

Saímos da Revolução Cultural e passamos a uma situação na qual se tenta bloquear ou expurgar a religião de forma sistemática, assinalou o líder religioso.

O arcebispo de Canterbury, em visita à China, se reuniu com as maiores autoridades religiosas do país. Ele citou seis casos de assédio a cristãos, entre eles a detenção de Cai Zhuohua, um pároco de Pequim condenado a três anos de prisão por comércio ilícito de bíblias.

Leia mais no UOL.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE