Pastores indianos sofrem agressões de extremistas

| 18/01/2007 - 00:00


Sete jovens espancaram o pastor Robert Kennedy, de Bangalore, Estado de Karnataka, no último dia 7 de janeiro, depois de pedirem para que ele "orasse por um amigo doente". O pastor levou 16 golpes.

No Estado de Andhra Pradesh, extremistas hindus atacaram dois pastores nos dias 6 e 7 de janeiro e outro no dia 28 de dezembro, depois de alertá-los para que encerrassem suas atividades cristãs nos vilarejos.

O pastor Kennedy e sua pequena congregação estavam reunidos para o culto no domingo de manhã quando sete jovens entraram na igreja. Eles falavam entre si. Um deles fez ligações telefônicas em seu celular enquanto Kennedy pregava.

Por volta das 12h30, quando o culto já havia terminado e os crentes saído, os jovens se aproximaram de Kennedy e pediram para que ele os acompanhasse até a casa de um amigo doente que precisava de oração.

Como a casa era próxima da igreja, o pastor disse para os jovens levarem o paciente até lá para orar.

Foi então que três deles se dirigiram para a porta da frente e os outros começaram a bater no pastor.

"De repente quatro me atacaram, chutaram o meu rosto, peito e costas", contou Kennedy ao Compass. "Um deles tomou o microfone e me bateu com ele nas costas, o que causou um corte profundo e fez espirrar sangue".

Os três que ainda não tinham deixado a igreja voltaram e também surraram o pastor, que caiu no chão. Eles então pegaram a base que sustenta o microfone e lançaram contra Kennedy.

Eles me disseram: "Você está dizendo para todo o mundo que Cristo derramou seu sangue, agora você faz o mesmo", contou Kennedy.

Os jovens também bateram em um membro da igreja identificado apenas como Rajendran, que por acaso havia voltado à igreja depois do fim do culto.

Kennedy acredita que seus agressores sejam membros do Rashtriya Swayamsevak Sangh (RSS) ou algum outro grupo extremista que "ridiculariza os ensinamentos de Cristo".

Dez minutos depois do início da agressão, os jovens foram embora. Rajendran pediu socorro a outros membros da igreja e Kennedy foi levado para uma clínica próxima, onde recebeu 13 pontos nas costas e três na cabeça.

Kennedy formalizou uma queixa no posto policial de Rajgopal, mas até o presente momento nenhuma prisão foi feita.

Agressões em Andhra Pradesh

Também no domingo, dia 7 de janeiro, por volta das 8h30, extremistas hindus atacaram o pastor Narsimullu Jacob, do vilarejo de Vanasthalipuran, na região de Telangana, no estado de Andhra Pradesh.

Os extremistas alertaram Narsimullu a pôr fim ao culto e ao evangelismo na região.

Um dia antes, o pastor de 34 anos, Malaiya Gabriel, estava voltando para casa numa semana de aulas religiosas quando um grupo de nove homens se aproximou. Eles o proibiram de doutrinar as crianças da vila com histórias sobre Cristo.

Gabriel, que se converteu do hinduísmo dois anos atrás, mora na vila de Shivalingam, no distrito de Nizamabad.

Lionel Francis, coordenador do Conselho Global dos Cristãos Indianos, disse que os homens ameaçaram Gabriel com duras conseqüências, caso ele continuasse as atividades missionárias.

Na tarde de 6 de janeiro, por volta das 20h30, o pastor Gabriel estava voltando de uma visita à casa de um cristão quando foi abordado por um grupo de aproximadamente 50 homens com paus e bastões. "Eles ameaçaram matá-lo se não parasse de evangelizar", disse Francis.

Gabriel foi agredido e levado a um hospital.

"Há um terrível padrão de comportamento nas atividades do RSS em Telangana", disse Francis. "Primeiro eles dão um alerta e depois atacam".

Em 28 de dezembro, extremistas hindus agrediram o pastor independente Pawan Kumar, perto de Bodhan, em Telangana. Os extremistas invadiram a casa do crente Issac Raju e bateram em outros 14 cristãos, queimando suas Bíblias e aparelhos de som.

"O RSS e o Bajrang Dal se tornaram mais ousados nesses ataques a cristãos em Telangana", disse Francis. "Mesmo havendo queixas formais, nenhuma prisão foi feita com relação a esses ataques".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE