Tempos difíceis para a liberdade religiosa em Hanói

| 08/05/2007 - 00:00


A lei de liberdade religiosa, existente na Constituição do Vietnã, não está sendo obedecida. As pessoas sentem que não têm o direito de se expressar e ser aceitas a despeito de suas crenças.

Até falar sobre liberdade religiosa é difícil por causa da atitude do governo. Algumas idéias permanecem vedadas ao discurso público, idéias como liberdade religiosa, democracia multipartidária e o direito de ter opiniões diferentes das do governo.

"Realmente ficamos apavorados com a hipótese de o governo vir, nos prender e nos ferir", disse um professor da Universidade de Hanói. "Então temos que ficar na gaiola em que nossos governantes nos colocaram. A censura da mídia é estrita e não podemos falar livremente no trabalho."

Um jovem disse que quando os jovens vão estudar nos EUA ou em outros países desenvolvidos, eles se sentem desencorajados a falar o que pensam. Quando eles voltam para casa, também não se atrevem a fazer certas coisas, mesmo sendo elas boas. Os cristãos são especialmente discriminados e não têm chance de crescer. O governo quer ficar checando o crescimento deles, completou o jovem.

Um senhor de Hanói disse: "Alguns de meus amigos foram presos pelo governo local. Desde o começo do ano, o governo vietnamita tem perseguido e detido pessoas por elas terem pontos de vista diferentes, por estarem envolvidas em atividades de direitos humanos ou por falarem sobre democracia, reforma legal, empregos e liberdade de expressão".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE