Sacerdote caldeu é seqüestrado em Bagdá

| 08/06/2007 - 00:00


Mais um sacerdote católico caldeu foi seqüestrado no Iraque. Hani Abdel Ahad, que tem cerca de 30 anos, foi capturado na última quarta-feira (6 de junho) junto com cinco jovens no bairro noroeste de Suleikh. O grupo ia visitar um pequeno seminário.

O incidente pôs a comunidade cristã em alerta. Alguns fiéis reagiram à notícia dizendo que se sentem sozinhos, assim como Jesus no Jardim do Getsêmani.

O grupo de seqüestradores já teria pedido um resgate ao patriarca Emmanuel III Delly e aos bispos caldeus, que participam de um sínodo em Al-Qosh, no norte do país.

O seqüestro ocorre três dias depois do assassinato do sacerdote caldeu Ragheed Aziz Ganni e de três diáconos em Mossul.

A dramática condição dos católicos no Iraque será um dos temas que o Papa Bento XVI abordará com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, na reunião que manterão em 9 de junho, no Vaticano, antecipou há poucos dias o secretário de Estado da Santa Sé, cardeal Tarcisio Bertone.

A perseguição a católicos e protestantes no Iraque tem aumentado muito nos últimos dias.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE