Cristão que fazia campanha contra bebidas alcoólicas é morto

| 27/06/2007 - 00:00


Joy Anthariyeth, 52 anos, era um trabalhador cristão envolvido com o movimento de proibição ao álcool. Ele fazia parte de um grupo de oração protestante e foi morto no dia 15 de junho em Konny, no distrito de Pathanamthitta, Estado indiano de Kerala.

Joy fazia parte de uma organização pró-ativa que buscava interromper a venda bebidas alcoólicas em Thannithodu. E também era um dos membros ativos do ministério Voz de Salém.

Ele foi brutalmente assassinado quando voltava para casa, na sexta-feira à noite, depois de participar de uma reunião de oração. O corpo foi encontrado sobre uma ponte em Thannithodu.

"Joy foi diversas vezes ameaçado por comerciantes de bebidas e as autoridades chegaram a acusá-lo de incitar o fechamento de bares", disse um oficial de polícia ao reverendo Paul Ciniraj, diretor do ministério Voz de Salém.

Segundo a polícia, oito pessoas o abordaram enquanto ele passava pela ponte no dia 15 de junho. Joy tentou escapar por um caminho estreito entre a igreja de Marthoma e o banco, mas os agressores bateram tanto nele que ele não resistiu e morreu.

Cinco suspeitos já foram presos. Acredita-se que os assassinos façam parte de um grupo extremista hindu, furioso com a sua postura.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE