Pesquisa sugere que Turquia seja o país mais antiamericano do mundo

| 15/07/2007 - 00:00


A Turquia talvez seja hoje "o país mais antiamericano" do mundo, com uma opinião desfavorável aos Estados Unidos que chega ao número recorde de 83%, enquanto que as posições favoráveis em relação à União Européia atingiram seu mínimo histórico de 27% da população, segundo demonstra a pesquisa de opinião pública realizada neste ano em 47 países pela PEW Global Atitudes Project e divulgada pelos jornais turcos. Isso se reflete principalmente na resistência deste país ao cristianismo.

Os "pró-americanos" na Turquia diminuíram de 12% no ano passado para 9% neste ano, enquanto em 2002, antes da guerra do Iraque, eles representavam 53%. Já os favoráveis à política externa do presidente norte-americano, George Bush, diminuíram para os 2%.

A maioria dos turcos é favorável à retirada das tropas americanas do Iraque, assim como acontece em 39 dos 47 países sondados na pesquisa.

Guerra no Iraque é vista como ato contra muçulmanos

A principal motivação desta queda de popularidade sem precedentes dos Estados Unidos na Turquia é devida, segundo os autores da pesquisa, ao fato de os turcos entenderem a guerra no Iraque como "uma agressão contra os muçulmanos".

A isso, pode-se acrescentar também, a relutância dos Estados Unidos, no último ano, em eliminar as bases do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) no norte do Iraque.

"Alarmante", assim foi analisada pelos comentaristas turcos a queda na popularidade da União Européia registrada pela mesma pesquisa. Apenas 27% dos turcos têm hoje uma opinião favorável com relação à UE.

O que há cinco anos representava 80% e há dois já aparece abaixo do 50%. Nesse período de tempo, as opiniões claramente desfavoráveis com relação à UE se tornaram a maioria, com cerca de 58%.

A pesquisa registra também uma queda nas opiniões favoráveis ao Irã, atual adversário número um dos Estados Unidos no mundo.

A popularidade do país árabe caiu dos 53% no ano passado para 28% neste ano, em conseqüência, principalmente, das preocupações turcas com relação ao programa nuclear desenvolvido lá.

Apenas 10% dos turcos têm uma opinião favorável às políticas do presidente russo Vladimir Putin, já os que são favoráveis Osama Bin Laden representam "somente" 5%. A conclusão da Pew e que "os turcos se sentem cada vez mais isolados no mundo".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE