Esposa de pastor pede oração durante o Ramadã

Por conta do Ramadã, as autoridades do Turcomenistão darão anistia a nove mil prisioneiros durante o mês de outubro. Valetina Kalataevsky – esposa do pastor batista Vyacheslav Kalataevsky, que está preso em um campo de trabalhos forçados na cidade de Seydi – tem esperança de que o marido receba o benefício e pede que os irmãos em todo o mundo intercedam. 

Vyacheslav Kalataevsky, líder em Turkmenbashi, no Mar Cáspio, foi condenado a três anos de prisão sob a acusação de ter atravessado a fronteira ilegalmente, em 2001 (leia mais).

A família dele insiste que a pena foi imposta para castigá-lo por suas atividades na congregação batista não registrada junto ao governo.

No último dia 14 de agosto, a família o visitou, mas teve apenas 40 minutos de contato com ele. ”Da última vez ficamos muito chateados porque a visita foi muito curta", disse Valentina.

Ela não sabe se o marido será incluído na anistia aos prisioneiros no mês de outubro concedida para marcar o fim do mês santo muçulmano de Ramadã.

A família do pastor enviou uma série de apelos, por escrito, ao presidente Gurbanguly Berdymukhammedov e a outros altos funcionários do governo, pedindo que o caso seja revisto.

"Não tivemos nenhuma resposta a estes últimos apelos", disse Valentina. “Por favor, orem por nós”, afirmou. 

O casal tem sete filhos. Cinco ainda moram em casa, com idades entre 10 e 25 anos. A casa própria deles foi demolida. Veja pedidos de oração.