Opositores de Mianmar são lançados ao fogo

| 10/10/2007 - 00:00


A repressão em Mianmar está se tornando uma perseguição religiosa explícita, e a crueldade usada contra os manifestantes, que pedem o fim da ditadura, foi muito além do que se podia imaginar. Fontes da “AsiaNews” confirmam a existência de um forno crematório nos subúrbios de Yangon, onde os soldados estão queimando vivos seus opositores presos e também detentos gravemente feridos. Deste modo, a Junta Militar espera tornar impossível o cálculo do número exato de vítimas.

Estas mesmas fontes, obviamente anônimas por questões de segurança, contaram que uma verdadeira perseguição e medidas absurdas estão sendo usadas contra monastérios budistas, que iniciaram os protestos pacíficos contra os generais neste mês.

Os cristãos, que deram apoio aos protestos, também estão sofrendo perseguição.

De acordo com o jornal estatal “A Nova Luz de Mianmar”, há 135 monges e 78 civis presos por causa dos protestos. No entanto, diplomatas e ativistas estimam que mais de seis mil pessoas estejam detidas por causa das manifestações e que centenas tenham sido mortas.

Testemunhas oculares contaram ao “AsiaNews”: "Soldados tiram as túnicas dos monges e clérigos presos, como se fosse uma tentativa de evitar um sacrilégio, e então durante o interrogatórios os espancam e torturam. ” 

Ore por essa situação alarmante e para que haja uma intervenção imediata nas atrocidades cometidas por parte das autoridades birmanesas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE