Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida

| 09/11/2007 - 00:00


Nós devemos orar pelos cristãos perseguidos todos e todos os dias? É claro! Eles precisam das nossas ofertas de orações uma vez que muitos estão na linha de fogo da perseguição pela sua fé. Mas há um único dia a cada ano – o segundo domingo de novembro na maioria dos países – o qual tem sido designado como o Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida.

E neste dia – o domingo de 11 de novembro desse ano – milhões de cristãos e milhares de igrejas ao redor do mundo levantarão nossos irmãos e irmãs em oração.

Entre os crentes mais severamente perseguidos no mundo estão os ex-muçulmanos (MBB, sigla em inglês). Eles eram seguidores do islamismo que vieram a Cristo.

Eles são geralmente rejeitados por suas famílias e afastados de suas comunidades locais, proibidos de compartilhar sua fé, ameaçados, espancados e até mesmo mortos.

Enquanto alguns países islâmicos ao redor do mundo dizem permitir a liberdade aos crentes de todas as religiões a praticarem sua fé, a realidade dos grupos cristãos isolados e individuais é muito diferente. Milhares de ex-muçulmanos sofrem perseguição diariamente.

A Portas Abertas tem trabalhado entre os cristãos oprimidos por vários anos – encorajando, equipando, fortalecendo e auxiliando-os... Fazendo a diferença em suas vidas, sustentada pela oração e contribuição de irmãos em diversos países.

O caso de Adilah

Uma mulher como “Adilah” (nome alterado por questões de segurança), que se converteu do islamismo para seguir Jesus, tem escolhido viver uma vida de fidelidade e obediência à Deus.

“Eu estou com medo”, disse Adilah. “Se minha família descobrir que eu me converti do islamismo para seguir Jesus, ela irá me desligar completamente. E meu pai poderia me matar, o que é considerado em nossa cultura um assassinato de honra”.

Adilah, uma jovem da Malásia, sabe que ela colocou sua vida em risco se convertendo do islamismo para o cristianismo.

Mas para ela não tem como voltar. “Eu agora encontrei a verdade”, ela diz, “e eu seguirei a Cristo, ainda mesmo que isso signifique que eu seja morta pela minha fé”.

A Malásia, terra natal de Adilah, não é o único lugar onde ex-muçulmanos vivem em grande perigo e constante temor.

Realidade de muitos países

Na Arábia Saudita, muçulmanos que se convertem ao cristianismo podem enfrentar a morte. No Paquistão, os cristãos são seqüestrados, espancados ou mortos; e mulheres cristãs são algumas vezes violentadas ou forçadas a se casar com homens muçulmanos.

Em países como o Irã, Uzbequistão, Indonésia, e Argélia – onde muçulmanos representam a grande maioria da população – cristãos também temem por suas vidas todos os dias.

“Eu era um muçulmano muito devoto, e tudo o que me foi ensinado foi odiar” , disse “Abdul” (nome alterado por questões de segurança), um muçulmano convertido ao cristianismo no Oriente Médio. “Foi-me ensinado a odiar aqueles que não adoram Alá, especialmente cristãos e judeus”.

O Amor  que excede as expectativas

“Mas num momento vulnerável da minha vida, quando eu comecei a questionar as coisas, duas famílias se achegaram a mim e me mostraram um amor que eu jamais havia presenciado antes. Aquele foi um amor que excedeu de longe minhas expectativas”.

Abdul foi além em sua explicação: “Eu descobri que eram cristãos, eles não tentaram me evangelizar, mas me deram uma cópia da Bíblia. Foi então que eu comecei a pesquisar sobre esse Jesus que eles diziam ser o Filho de Deus – Aquele quem eles diziam ter dado tal paz e alegria... Paz e alegria como eu nunca havia visto antes. Não foi muito depois disso que me voltei para Jesus e o aceitei como meu Salvador”.

Os ex-muçulmanos são usados poderosamente por Deus para alcançar seus vizinhos com o amor de Deus.

Pontos de oração:

- Ore pelos ex-muçulmanos como Adilah e Abdul que se converteram do islamismo para seguir a Cristo. Ore para que eles tenham coragem para permanecer firmes diante da perseguição.

- Ore para que os ex-muçulmanos continuem sendo usados por Deus para guiar muitos mais muçulmanos a Cristo como seu Senhor e Salvador.

- Ore para que Deus continue dando sabedoria e proteção aos trabalhadores cristãos nos países dominados pelo islã e também para que eles procurem encorajar e fortalecer os crentes que estão sob intensa perseguição.

Os ex-muçulmanos não pedem para que oremos para que os sofrimentos de ser  cristão no mundo muçulmano sejam removidos, mas para que Deus conceda oportunidades para compartilharem o Evangelho.

Apesar do levantamento do islamismo radical em alguns países, existem mais notícias de cristãos convertidos do islamismo do que jamais se ouviu.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE