O verdadeiro significado da vinda de Jesus

| 25/12/2007 - 00:00


Há mais de dois mil anos, o Filho de Deus veio ao mundo. Por causa de seu sacrifício na cruz, ainda há esperança para países como a Coréia do Norte, que integra o topo da lista na Classificação de Países por Perseguição. Essa esperança está viva em inúmeras pessoas que estão preparadas – se necessário neste Natal – a entregar suas vidas pelo Senhor.

Oficialmente, o cristianismo é tratado na Coréia do Norte  como uma “religião americana” e um tumor canceroso. O regime culpa a Igreja pela queda do comunismo na Europa. Por isso, não mede esforços para descobrir os cristãos e exterminá-los. Até as crianças são enganadas para delatarem seus pais.

“Mas, mesmo assim, eles contam aos filhos histórias da Bíblia”, diz o irmão Simon, que coordena o trabalho da Portas Abertas de uma localidade secreta na China. “Porém, elas são contadas como se fossem contos folclóricos, e eles nunca mencionam ‘Deus’ ou ‘Jesus’.

Por exemplo, eles podem contar a história de um rei que tinha que decidir que mulher era a mãe de um bebê, ou de um país que não queria deixar seus escravos partirem e foi punido com dez pragas. Ou falam sobre um homem que estava sentado numa montanha e disse: ‘Felizes aqueles que estão tristes, porque eles irão pra o céu’.”

Nada de Natal

Exatamente como nos outros dias do ano, na época do Natal haverá cristãos que perecerão nos campos de morte da Coréia do Norte. O Estado está se empenhando ao máximo para banir o cristianismo ( leia mais).

Em nenhuma outra parte do mundo o preço a ser pago é tão alto como nesse país com seu regime draconiano. Além disso, tanto na Coréia do Norte como na China, os norte-coreanos são presos regularmente.

Sem exceção, eles são torturados até a morte ou jogados em campos de trabalhos forçados. Apesar disso, a Igreja está crescendo, afirma o irmão Simon com base em informações de sua rede de conhecidos, composta principalmente por refugiados que se convertem na China e, então, voltam, como fez Dae.

A incrível história de Dae

Dae estava com 19 anos quando fugiu do país para escapar da fome e da miséria. Na China, ela caiu no ambiente errado. Durante anos, vários homens abusaram sexualmente dela.

Ela estava destroçada física e psicologicamente quando uma cristã chinesa a encontrou pela primeira vez. A mulher começou a cuidar de Dae, a ouvi-la e, lentamente, Dae foi se abrindo para a Palavra de Deus. Finalmente, ela ficou física e espiritualmente curada e se converteu.

“Queríamos que ela fugisse para a Coréia do Sul”, conta o irmão Simon. “Mas havia um empecilho. Ela não queria ir para a Coréia do Sul; ela queria voltar para a Coréia do Norte. Seus amigos também precisavam conhecer o Senhor ressuscitado! Depois de muita discussão, permitimos que ela fosse. Primeiro nós a treinamos e depois Dae cruzou a fronteira de volta com uma pesada Bíblia de estudo.”

Por um longo tempo, Simon não teve notícias dela. Então, num determinado momento, um colega conseguiu contatar Dae. Ela havia chegado em segurança. E, nesse tempo, todos os seus amigos tinham se tornado seguidores de Jesus Cristo.

Delatado

Mas nem toda história termina tão bem. Jong Cheol, de 11 anos, também se converteu na China. Ele e um grupo de amigos foram presos pela polícia chinesa e mandados de volta sem piedade para o seu país de origem.

As autoridades coreanas trataram as crianças com a mesma brutalidade que dispensam aos refugiados adultos. Um garoto que não conseguiu suportar a tortura delatou Jong Cheol, contando que ele era um cristão. Isso fez da sentença de morte para Jong Cheol uma realidade.

“Mas esse ainda não é o fim da história”, diz Simon. “Outras crianças foram libertadas e fugiram para a China novamente. Elas disseram que Jong Cheol não negou o Senhor Jesus nem uma vez.”

Assim como Jong Cheol, de apenas 11 anos, há muitos cristãos que querem permanecer fiéis ao seu Redentor até a morte.

Reflexão

Infelizmente, em países livres como o Brasil, há aqueles que se desviam dos seus caminhos e não resistem nem às pequenas provações.

Neste Natal, lembre-se do nascimento de Jesus, dos seus ensinamentos e de sua morte na Cruz. Aproveite o encontro com a família para demosntrar em amor e perdão o verdadeiro significado da vinda de Jesus ao mundo: a redenção do homem.

Revele aos outros que você é cristão a partir do seu comportamento, mais do que propriamente em palavras. Seja luz do mundo e sal da terra. "Sê tu uma bênção" (Gen 12:1 a 3).

A fim de manter a segurança dos envolvidos, os nomes citados nesse artigo são fictícios


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE