Um primeiro passo no reconhecimento das minorias religiosas

| 04/01/2008 - 00:00


Pela primeira vez o governo do Nepal decidiu acrescentar quatro dias à lista de feriados para contemplar minorias étnicas e religiosas, o que inclui o Natal dos cristãos.

Muçulmanos, budistas e outros reagiram à decisão com satisfação, pois também foram contemplados. Alguns vêem isto como um primeiro passo para a implementação da liberdade religiosa do Nepal e o respeito entre os diferentes credos.

A nova lei foi aprovada poucos dias depois do Natal de 2007, por isso a primeira comemoração dos cristãos nepalenses será em 2008.

Foram reconhecidos também como feriado a festividade muçulmana do Lhosar comemorada pelos janajatis, no ano novo, e o Chhad, celebrado pelos madhesi.

O Lhosar tem ainda uma importância cultural e também religiosa, especialmente entre as etnias gurungs e tamangs.

Para os madhesi, o Chhad é importante por razões culturais e religiosas. Minorias étnicas locais pressionavam por este tipo de reconhecimento desde que o Nepal foi declarado um estado secular e não mais hindu.

Antiga nação hindu

Sob a antiga monarquia hindu eram reconhecidas apenas as festividades hindus e uma celebração budista (o aniversário do Buda ou Buda Jayanti).

Hasina Khan, secretária da Federação de Mulheres Muçulmanas no Nepal, disse ao AsiaNews que, "embora um dia não seja bastante para as celebrações anuais, todos estão pelo menos contentes com este primeiro reconhecimento."

O presidente da Federação Janajati do Nepal, Om Gurung, é mais crítico. “Quando dizemos ‘feliz Lhosar’ quase todas as nossas demandas foram atendidas”, afirmou.

“O Nepal parece estar substituindo a dominação hindu por uma nação inclusiva com esta decisão", disse a freira budista Ananda.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE