Índios malaios vão hoje à Justiça contra demolição de igreja

| 15/01/2008 - 00:00


Um grupo de índios malaios abriu uma queixa contra o Estado Kota Bahru, regulado sob a lei islâmica (sharia), na qual denuncia que uma igreja construída com seus próprios recursos foi demolida pelas autoridades.

A igreja que fica a nordeste de Kenlantan foi demolida por oficiais do distrito em junho passado, pouco depois de a construção feita em madeira e pedras ter sido concluída.

Moses Soo, que pastoreava a igreja, disse que a audiência acontecerá hoje na Corte da capital Bota Bahru. Ore para que haja justiça neste caso e que nenhuma mentira prevaleça sobre a queixa destes cristãos.

“Estamos processando o governo do Estado e a municipalidade por demolir a igreja. Eles não têm nenhum direito de demolir a igreja em uma terra dos orang asli (índios malaios)”, disse Soo.

Os orang asli são os primeiros habitantes da Malásia, assim como os índios no Brasil.

Ressarcimento

“O líder da vila sacrificou seu pomar para construir a igreja”, disse ele, completando que o grupo cristão vai buscar o ressarcimento das despesas junto às autoridades para que a igreja seja reconstruída.

A Associação Evangélica Nacional da Malásia soube que a igreja foi colocada abaixo porque foi construída sem permissão. Kelantan é governada pelo Partido islâmico Pan-malaio (PAIS), o partido de oposição islâmico principal do país.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE