Livreiro cristão é preso por publicar livros não-autorizados

| 24/01/2008 - 00:00


O dono de livraria cristã foi preso na China por imprimir cópias da Bíblia sem autorização. Shi Weihan, 37 anos, dono de uma empresa de exportação, é acusado de administrar "operações ilegais".

A polícia confiscou quase toda a literatura cristã e Bíblias armazenadas na casa  que ele mantinha com a esposa, Zhang Jing, e recolheu todos os livros da livraria.

Zhang disse que os livros na loja deles eram legalmente impressos e vendidos na China, mas que o marido dela publicou muitos livros cristãos e Bíblias reservadamente sem autorização e os distribuiu entre igrejas domésticas, por isso foi preso.

“Ele estava preocupado com a publicação de livros sem autorização", disse a esposa. Mas, segundo ela, a igreja precisou destes livros e ele sentia que o risco valia a pena.

A poucos dias, o oficial para Assuntos Religioso, Ye Xiaowen, presidiu uma cerimônia para a entrega da 50ª edição da Bíblia. Já foram distribuídos 41 milhões de exemplares na China.

Liberdade restrita no maior produtor de Bíblias do mundo

A Amity Press, uma joint venture com uma organização cristã chinesa, é a única publicadora autorizada de Bíblias na China. E quando abrir sua nova fábrica na província de Nanjing este ano, poderá produzir 12 milhões de livros por ano, tornando a China o maior produtor de Bíblias do mundo. Um fato inquietante para um país pobre em liberdade religiosa ( leia mais).

De acordo com a Associação de Ajuda à China (CAA, sigla em inglês) , o país lançou uma sanção severa contra grupos religiosos por causa dos Jogos Olímpicos de 2008. A livraria de Shi, fica em uma área nobre, próxima do quarteirão principal da sede da Olimpíada.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE