Envie seu protesto contra a violação dos direitos humanos na China

| 18/03/2008 - 00:00


A Associação de Ajuda à China (CAA, sigla em inglês) publicou uma carta aberta à comunidade internacional convocando nações e pessoas interessadas em pressionar a China a melhorar a questão dos direitos humanos antes dos Jogos Olímpicos de Beijing (Pequim) que terão início no dia 8 de agosto. A carta foi assinada por 26 proeminentes ativistas cristãos chineses, incluindo o presidente da CAA, Bob Fu.

A CAA denuncia os últimos acontecimentos de violação aos direitos civis e religiosos no país. Segundo a organização, o Dr. Teng Biao (Tony), notório advogado de direitos humanos, foi seqüestrado em frente a seu apartamento às 21h30 no último dia 6 de março.

Ele foi interrogado com a cabeça coberta por um saco durante 41 horas. E foi finalmente solto no dia 8 de março, após receber um aviso para que não falasse mais sobre direitos e liberdades civis.

Durante o mesmo período, um veículo de segurança estatal bateu no carro de outro famoso advogado de direitos humanos, Li Heping, que estava levando seu filho de sete anos à escola.

O grupo de direitos humanos disse que ambos, Dr. Teng e o advogado Li, são grandes defensores da liberdade religiosa na China.

No outono de 2005 ambos foram convidados pela CAA para que visitassem os Estados Unidos como parte de uma delegação de defensores da liberdade religiosa. Eles se encontraram com o senador Sam Brownback, com o membro do congresso Frank Wolf, com o professor Jerome Cohen da Universidade de Nova York, bem como com outros ativistas relacionados a agências governamentais e ONG’s.

Carta da China Aid Association

A carta aberta enfatiza que finalmente chegou a hora de dizer ao governo chinês que os direitos humanos não estão à venda.

A carta convoca os líderes mundiais, os amigos dos direitos humanos, estudiosos, atletas, e todos os membros de comunidades comerciais e de entretenimento a seguirem a brava liderança do diretor de filmes, Steven Spielberg, para incitar a China a melhorar seus registros históricos sobre direitos humanos, não apenas no Tibet como também em todas as províncias chinesas.

Nas palavras de Martin Luther King Jr: “No final nós lembraremos não das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos”.

Participe deste movimento de repúdio à violação dos direitos humanos e da liberdade religiosa na China, envie um carta de protesto à Embaixada da China no Brasil:

Brasília - Embaixada da República Popular da China
Fax: (0--61) 346-3299
E-mail: chinaemb_br@mfa.gov.cn
Site: www.embchina.org.br

Modelo sugerido de carta:

Sua Excelência, o Senhor
Embaixador Chen Duqing,

Chamam atenção negativa as ações recentes do anfitrião dos Jogos Olímpicos de 2008 na questão dos direitos humanos, na repressão aos manifestantes do Tibet e na prisão em massa de líderes cristãos sem acusações legais ou garantias civis.

Temos conhecimento de que atitudes arbitrárias de clara violação à liberdade religiosa e integridade física aos que se opõem ao regime comunista ou pregam a filosofia cristã de amor ao próximo têm sido intensificadas enquanto a China se prepara para receber milhares de turistas e esportistas de todo o mundo para a Olimpíada.

Lamentamos profundamente que a imagem de um país próspero, com uma cultura milenar tão rica, seja manchada por atitudes tão hostis e primitivas.

XXXXXXXX
Assinatura


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE