Autoridades prendem crianças e criam armadilha para os pais

Sete famílias cristãs hmong da Vila Fai, no distrito de Bokeo, foram presas por autoridades do Laos no dia 22 de fevereiro. Ao todo foram 58 pessoas detidas, incluindo mulheres e crianças.

Alguns dos adultos nasceram no Vietnã, cruzaram a fronteira com o Laos por causa da discriminação que sofriam por serem da etnia hmong, se casaram com cidadãos laocianos e constituíram suas famílias no país vizinho.

Armadilha

Teme-se que as autoridades laocianas exijam que os pais busquem seus filhos na prisão, diz uma fonte que pediu para não ser identificada, e que por outro lado as autoridades vietnamitas prendam os pais por não tomarem conta de seus filhos de maneira adequada.

Como justificativa, eles usariam como “evidência” o fato das crianças estarem no Laos, alegando que as crianças teriam fugido do Vietnã para lá sozinhas. "Os pais também têm um grande problema a enfrentar”, disse a fonte.

"Estes cristãos hmong presos no Laos sentem que ninguém está interessado em seus problemas”, contou-nos a fonte. “Eles ainda não sabem para onde serão levados. Há 58 pessoas inocentes envolvidas nesta questão, incluindo mulheres e crianças, e é preocupante o que pode acontecer com elas”.

Cruzada contra membros da Igreja Ban Sai Jarern

A atitude arbitrária das autoridades laocianas contra estes cristãos faz parte de uma cruzada do governo contra os cristãos que freqüentam a bem sucedida Igreja Ban Sai Jarern ( leis mais).

Lembre-se desses irmãos em suas orações. Peça ao Senhor para que as armadilhas impostas pelo inimigo sejam frustradas e para que eles possam viver em paz e unidos junto de suas famílias.

Peça também para que eles possam experimentar a paz que excede todo o entendimento e que se sintam reconfortados diante das tribulações.