Parada reforçará tom político e aprovação do PL 122/06

| 20/05/2008 - 00:00


A Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros (GLBT) em São Paulo será marcada este ano por um tom político em favor da aprovação do PLC 122/06. Atualmente o projeto aguarda deliberação da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. Para reforçar a pressão sobre os senadores, os organizadores da manifestação que acontece domingo, a partir do meio-dia, na avenida Paulista, pretendem levantar um clamor popular.

A parada, que reuniu 3,5 milhões de pessoas na última edição, vai protestar contra a interferência da religião nas decisões políticas e jurídicas do País. Uma das principais bandeiras levantadas pelo tema "Homofobia mata! Por um estado laico de fato" é a aprovação do Projeto de Lei 122/06, da Câmara dos Deputados.

"A Parada é política", afirma o presidente da Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT-SP), Alexandre Santos. "Existe também uma festa, mas o tom é político."

O projeto criminaliza a homofobia e pune quem discriminar homossexuais em espaços públicos, privados, no ambiente de trabalho ou impedir a expressão de afetividade entre pessoas do mesmo sexo. Na prática, também criminaliza a pregação de trechos da Bíblia, do Alcorão e da Torá.

Alexandre Santos diz que a parada pode sensibilizar deputados e senadores para que assegurem os direitos dos gays. "O Congresso não pode ser confundido com o púlpito de uma igreja", afirma ele. "A lei deve servir a crédulos e incrédulos. O Estado precisa ser o maior protetor dos nossos direitos."

O PL 122/06 já foi aprovado na Câmara, mas teve a votação adiada no Senado na última quinta-feira (15 de maio) por pressão de líderes religiosos.

Para saber como protestar contra a aprovação deste projeto e conhecer suas implicações no dia-a-dia das comunidades cristãs, clique aqui.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE