Dignitários sauditas defendem criação de diálogo inter-religioso

| 08/06/2008 - 00:00


Vários dignitários muçulmanos sauditas defenderam na sexta-feira (dia 6) a criação de um centro encarregado de promover o diálogo entre as religiões, ao final de uma conferência islâmica internacional em Meca, informou a agência oficial de notícias "SPA".

A posição dos dignitários (aqueles que exercem cargo de grande dignidade) segue a proposta do rei Abdullah, da Arábia Saudita, para organizar um diálogo entre o Islã, o Cristianismo e o Judaísmo.

O monarca saudita defendeu seu projeto na última quarta-feira, em Meca, no primeiro dia da conferência.

No final do evento, os dignitários muçulmanos sugeriram a criação do "Centro Internacional Rei Abdullah ben Abdel Aziz para o diálogo entre as civilizações", segundo a "SPA".

A Arábia Saudita é o único país árabe que proíbe em seu território práticas religiosas não-muçulmanas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE