Extremistas raspam a cabeça de cristãos à força

Extremistas hindus pertencentes ao Bajrang Dal e ao Conselho Mundial Hindu (VHP) rasparam à força a cabeça de cristãos e os “reconverteram” ao hinduísmo, na vila de Kantapala, distrito de Jajpur. O caso aconteceu no último dia 23 de julho.

O Conselho Mundial de Cristãos da Índia (GCIC) relatou que Ashirbada Mahanta e Kailash Mahanta foram forçados a se submeter a um ritual hindu que durou das 10 às 15 horas e contou com a presença de quase 500 extremistas hindus.

Cerca de 100 mulheres hindus untaram a testa da esposa e dos filhos de Ashirbada com cinábrio e também de Sabita Damayanti, outra cristã convertida, antes de levá-los para a cerimônia de reconversão.

Asit Mohanty, coordenador regional do GCIC, relatou à agência de notícias Compass que os extremistas hindus ameaçavam os cristãos desde que foram batizados em junho.

No dia 22 de julho, cerca de 100 radicais arrastaram Ashirbada e sua esposa até a delegacia de polícia sob a acusação de terem se convertido ao cristianismo.

Na delegacia, os policiais insultaram os dois e ameaçaram prendê-los de acordo com o Ato de Liberdade Religiosa de Orissa.

Tensão na região

No domingo, 20 de julho, após o culto da Igreja de Deus em Cristo, os extremistas hindus surraram Ashirbada com tacos e paus de madeira, e, no dia 19 julho, um grupo de cerca de 75 extremistas entoou cantos hindus em voz alta do lado de fora da casa dele.

“Há tensão em toda a área — os extremistas andam pela vila usando faixas amarelo-alaranjadas na testa e acenando bandeiras”, relatou Asit para agência de notícias Compass.